Prometo-te(me)

Estou aqui frente-a-frente, para te fazer a promessa que vou largar o passado, mas não me vou esquecer dele. Vou pegar nele e mete-lo numa caixinha, vou trazer comigo só os ensinamentos, o resto eu boto na caixinha, o bom e o mau. Vou trancar à chave, e vou po-lá no fundo do armario, por baixo de toda a roupa, toda a musica, todas as fotos.  Vou viver o presente, sem medos, sem receios. Se me magoar, eu arranjo maneira de me sarar, as cicatrizes que tenho fazem parte da minha beleza, fazem parte da arte do meu corpo, fazem parte da minha historia. Quando a crosta cair, eu vou ao fundo do armário e volto a pegar na caixa para guarda-lá la. Depois continuo sem medos, sem receios, apenas na sede de continuar a sorrir para a vida, a descobrir novos mundos, novas falas, novas linguas, e a interpretar novos mapas. A vida para mim há-de ter um plano, e eu apenas só espero que vá de encontro com aquele que eu imagino sempre que adormeço a pensar no futuro.

E então espelho meu, espelho da minha alma, eu estou aqui para te prometer que vou viver como se morresse amanha, e vou aprender como se vivesse para sempre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s