cai fora, zé

ai zé, como vai essa vida de zé mané. sabe, estou querendo desenrolar um papo contigo. zé, fala para mim, quem que é te atura? lembra daquele jogo ‘rodinha-bota-fora’ , ai eu cai fora, serio! então, quem é que te atura? quem é que fica ouvindo voce zuando de cinco em cinco segundos?  ai mané, voce cansa beleza. beleza cria ruga, mal te vê aproximar do outro lado da rua. Sabe porque? porque as lágrimas já se cansaram de voce. elas também cairam fora. da outra vez lembrei de ir procurar a minha alma, mas essa ai?! ai menino, nem te digo nem te conto, deu-me um pontapé na bunda, e falou grosso comigo. ai ela tem toda a razão, antes das lagrimas, e da minha beleza, essa mais foi quem se prejudicou. Voce xingava ela todo o santo dia – mas nem santo te aguenta – então ate ai, zé mané do passado, eu chorei, criei ruga, e fiquei sem alma. Mas agora você quer fazer braço de ferro comigo? minino, vou já lhe dando o numero do serviço hospitalar, porque voce vai precisar. Ai? não avisei? Quem partiu o braço foi você. Joguei a fraqueza pela janela, que alma que nada, agora tudo virou pedra. Está rijo, sentiu?! Ohh, machuquei o neném. Mas ai zé, na moral,estou caindo fora, que ainda tenho que visitar outro zé mané. Mas não se preocupa, eu depois te ligo, ou mando lembrança😉

(Texto adaptado ao de Tatiane Alves)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s