D’Black

«Não deixe que se acabe assim o nosso amor 
Eu sei que fiquei de pirraça
Toda vontade, toda a graça acabou
Tudo que eu armei, tanta confusão
Tudo que eu tinha escapou entre as minhas mãos
E quando eu olhei dentro do coração
O vazio era tanto não imagino a dimensão
Do estrago que causou no meu peito
Às vezes fico a pensar se ao menos tenho direito
De poder te ver, te reencontrar
Em alguma forma de poder lhe falar
Você é o ar que respiro
O calor que me aquece
A medida exata do que me enlouquece»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s