Pessoa(s) unica(s) no mundo!

Há aquelas que sabem , fazer perguntas certas nos momentos certos. Há poucas que sabem responder de forma sensata, de forma compreensiva, de forma sensivel. quem saiba quando mal nos olha, e mesmo que tenhamos um sorriso na cara, dizer que não estamos bem. Há algumas que nós nos conseguimos identificar de imediato. Há poucas pessoas, que basta nós teremos meio palmo de conversa e que nós sabemos c 100% de certezas, que essa pessoa é especial, digna de uma amizade, e de lealdade. Há quem saiba certos sentimentos que nós sentimos, daqueles confusos, daqueles “«marados»” daqueles, que ninguem procura a definição. Há aquelas pessoas que mesmo longe, seja fisicamente ou sociavelmente, nos sabemos que estão sempre presentes. aquelas que sabem que nos estamos errar, e que nos fazem questão de nos dizer que elas sabem nos estamos a errar, mas que não intressa, que isso faz parte da vida, e que estão ali, para nos agarrarem, se nos precisarmos/ou se formos obrigados a cair. Há aquelas que gostamos/adoramos passar horas a falar e simplesmente estar c elas. Há certos momentos, que nós verificamos que realmente ama-mos e somos amados. Há um sentimento estranho, confortante/aconchegante nesse preciso momento (para mim, esse momento relativamente a esta pessoa foi quando: num momento que todos nos dispensamos ter que passar, eu dei-lhe um abraço, e se deixou ficar nos meus braços, a soluçar, a querer acordar daquele pesadelo(..) e eu fiquei saber que sou importante, ou ao menos essa pessoa confia em mim de tal forma, em que deixou me agarrar, e cuidar dela num dos momentos mais dificeis), são certos detalhes que formam esse sentimento. Há certas pessoas que nos conseguimos falar de uma forma tão natural, e sincera sobre todos os assuntos existentes da vida. Há como o povo diz, um certo ditado que no qual é dito “um irmão pode não ser um amigo, mas um amigo pode ser como irmão” , e esse serve prefeitamente para esta pessoa. Há aquelas , que são como uma caixinha de segredos $:

São essa(s)  a(a) pessoa(s) que nos fazem parar, sentar, e desfrutar de cada acto seu. São elas, que nós ouvimos, protegemos, seguimos, adimarados, idolizamos. São elas que nos dão força para continuar, e nos ajudam a lidar com a sabedoria que a vida nos traz. São aquelas pessoas, que se houvesse uma segunda vida nos queriamos ser. São aquelas que de um nada, passaram a um nada a um tudo. No mundo, existem poucas. Não são comuns. Conto pelos dedos, (talvez apenas, até de uma mão só) quantas conheci, e permanceram na minha vida. São aquelas que nós achamos que são insubstituives, e inexqueciveis. São aquelas que nós chamamos UNICAS. Não acredito em deus, anjos e afins, mas acredito em contos de fadas $: e acredito desde do primeiro dia que tivemos meio palmo de conversa, que esta estava destinada a ser a minha fada, tal como o “«peter pan»” tinha uma sua também. A minha também brilha, e transpira alegria com aquele jeito de uma criança perdida, e sabedoria com aquele jeito de mulher crescida.

A fada do «peter pan» , chamava-se «sininho» , a minha também tem um nome começado por «S» , os pais deram-lhe nome de «SORAIA TELMA DINIS GONÇALVES». Sim amiga, és tu. És tu a minha pessoa unica no mundo. Obrigada, por a nossa amizade. Porque nunca teres desistido dela. Tu és a minha base, o meu suporte de vida(L). AMOOOOOOOO-TE com todo o amor que tenho, procurei e descobri de verdade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s